Seguidores

sábado, 23 de fevereiro de 2008

"César", O Oscar do Cinema Francês

A talentosíssima atriz francesa, Marion Cotillard.


Espero que amanhã no Oscar, "La Môme" (ou Edith Piaf, um hino ao amor) ganhe alguma coisa. Esse filme também foi premiado em seu país de origem, França. Mas não levou o prêmio maior. Aqui a notícia retirada do site AFP:


'La graine et le mulet' ganha César de melhor filme

PARIS (AFP) — "La graine et le mulet", do cineasta franco-tunisiano Abdellatif Kechiche, recebeu o César de melhor filme nesta sexta-feira à noite, na 33ª cerimônia de entrega do prêmio, realizada em Paris.
Kechiche, de 47 anos, também levou o César de melhor diretor, com o mesmo filme.
O César de melhor atriz foi para Marion Cotillard, por "Piaf - um hino ao amor", filme que levou cinco prêmios. Já a estatueta de melhor ator ficou com Mathieu Amalric, por "O escafandro e a borboleta".
Segue abaixo a lista dos vencedores:
Melhor filme francês do ano: "La graine et le mulet", de Abdellatif Kechiche
Melhor diretor: Abdellatif Kechiche ("La graine et le mulet")
Melhor atriz: Marion Cotillard ("Piaf - um hino ao amor")
Melhor ator: Mathieu Amalric ("O escafandro e a borboleta")
Melhor atriz coadjuvante: Julie Dépardieu ("Un secret")
Melhor ator coadjuvante: Sami Bouajila ("Testemunhas")
Revelação feminina: Hafsia Herzi ("La graine et le mulet")
Revelação masculina: Laurent Stocker ("Ensemble c'est tout")
Melhor filme estrangeiro: "A vida dos outros", de Florian Henckel von Donnersmarck
Melhor primeiro filme: "Persépolis - o filme", de Marjane Satrapi e Vincent Paronnaud
Melhor roteiro original: Abdellatif Kechiche ("La graine et le mulet")
Melhor roteiro adaptado: Marjane Satrapi et Vincent Paronnaud ("Persépolis - o filme")
Melhor trilha sonora: Alex Beaupain ("Les chansons d'amour")
Melhor curta-metragem: "Le Mozart des pickpockets", de Philippe Pollet-Villard
Melhor fotografia: Tetsuo Nagata ("Piaf - um hino ao amor")
Melhor cenografia: Olivier Raoux ("Piaf - um hino ao amor")
Melhor som: Laurent Zeilig, Pascal Villard e Jean-Paul Hurier ("Piaf - um hino ao amor")
Melhor figurino: Marit Allen ("Piaf - um hino ao amor")
Melhor edição: Juliette Welfling ("O escafandro e a borboleta")
Melhor documentário: "L'avocat de la terreur", de Barbet Schroeder
Dois Césares de honra foram concedidos ao ator e diretor italiano Roberto Benigni e à comediante francesa Jeanne Moreau.


Nenhum comentário: