Seguidores

segunda-feira, 7 de julho de 2008

Amor no SET: Michelle Williams

O capítulo destinado ao romance com Michelle Williams que muitos dizem ter sido o grande amor da vida de Heath Ledger. Eles na verdade, segundo algumas fontes teriam trocado olhares na primeira reunião de filmagens de "O segredo de Brockeback Mountain" (2005), e teriam tido o primeiro contato físico ao filmarem as cenas em que Ennis (Heath Ledger) ainda não ciente de sua natureza homossexual se casa com Alma (Michelle Williams). Cenas que iam da cerimônia de casamento a lua-de-mel, felicidade falsa que eles passavam para os expectadores, pois essa parte da personagem de Ledger, mostrava essa verdade. Uma verdade muito bem contruída por um casal de jovens atores brilhantes mas o que muitos não sabiam, era a felicidade real que viviam, estavam se descobrindo e passaram a se amar. Um pequeno acidente no set, teria sido a causa de tudo, depois beijá-la era uma felicidade, assim como profissionalmente ele encararia o beijo gay com Jake Gyllenhaal. Agora entendo. Sei que não se deve relacionar isso, um bom ator faz qualquer cena parecer real e nos presentear com emoções. Mas acredito que foi muito mais fácil ser par romântico de Jake Gyllenhaal motivado pela felicidade que traz o amor.
Quem diria, um filme com a temática gay lhe traria alguém muito especial.

Ennis del Mar (Heath Ledger) e a infeliz dona-de-casa, Alma (Michelle Williams) em "O segredo de Brockback Mountain" (2005)

Em Brokeback Mountain tem uma cena em que Heath, como o feliz homem casado Ennis Del Mar, está descendo uma colina de um jeito tipo tobogã com sua mulher, anos antes de sua relação realmente acontecer. O casal cai e rola, rindo na neve, uma típica cena doméstica de família. Ennis e Alma (interpretada por Michelle) parecem muito jovens e apaixonados. Mas eles realmente estavam - as duas estrelas já estavam nos primeiros passos de um romance tão forte como o passado na tela.
Certa vez, Michelle machucou o joelho durante uma filmagem da cena, Heath estava tão preocupado que não saiu de seu lado mesmo dias depois, dando carinho e apoio, enquanto ela lutava com o desconforto causado pela queda. A cena foi uma das primeiras a serem rodadas e tinha que ser feita em Maio de 2004 para que fosse possível aproveitar a neve na colina, antes que ela desaparecesse durante o verão. Mesmo com essa fase formativa das filmagens, os sinais estavam lá à vista de todos: o par foi muito mais além das telas.
“Fomos de joelho na neve e na quinta tomada, Michelle e eu fomos de tobogã descer a montanha - era supostamente para cair, com um tempo divertido. Mas Michelle estava gritando de dor. Ela tinha torcido o seu joelho, a partir daí estava sobre muletas para o resto da sessão. E eu sentia, que tinha que cuidar dela sempre depois disso", lembrou Heath.
"A coisa toda foi surpreendente. Meu relacionamento com Michelle foi algo que lentamente foi se formando; éramos apenas como duas ervilhas num pote".
Ang Lee já tinha suficiente em sua mente como diretor, mas ele imediatamente notou a faísca entre o jovem casal. O amor de Heath e Michelle não foi o primeiro a florescer em um filme, nem seria o último. Ao contrário de muitos desses relacionamentos que terminam com filmagens, a deles ficou mais forte, tanto que ele foi de rápido conhecimento público e foram diversas vezes vistos juntos em uma série de datas em torno da Calgary, simplesmente para desfrutar da companhia um do outro.

Com a sua vida pessoal, Heath também foi ocupado em frente à propriedade. Ele tinha gasto meses procurando uma base ideal em Sydney, e em Setembro gastou $ 2 milhões com uma casa em Bayview St, Bronte no distrito de Sydney, chamado por alguns como o subúrbio das celebridades. A casa, em quatro níveis, perto de um parque e vizinha da praia; havia também vistas de um andar de cima e jacuzzi. Ela tinha cinco quartos, quatro banheiros e duas garagens, e até ao final do ano, o jovem casal vivia lá.
Estar de volta em Sydney significava que ele correria para velhos amigos, como é óbvio, e em uma saída a noite para Hugos, restaurante em Bondi, o jovem trombou em Naomi Watts e alguns amigos. O ex-amantes conversaram por 20 minutos antes de se retirar.Uma das vantagens de estar na Austrália para Heath, no entanto, não foi reunião de antigos conhecidos, mas o seu relacionamento com a imprensa - ou para ser mais exato alguns dos paparazzi, que estavam ansiosos para capturar lucrativos disparos de sua nova estrela quente. A pressão tornou-se ainda mais intensa quando os rumores que Michelle poderia estar grávida começaram a circular.


BLAKE, John. Heath Ledger: Sua bela vida e misteriosa morte. Ed. Bookwise Internacional, 2008.

2 comentários:

Mateus disse...

Nossa, Heath foi uma grande perda do cinema! "/
Parece que você realmente gostava dele!
Estou bem ansioso para chegar 18 de julho, para ver sua última atuação, que promete ter grande qualidade!

Rodrigo Fernandes disse...

Heri, bela homenagem que vc faz para esse grande ator...
muitos diziam que ele era um jovem promissor.. eu já achava que ele já era um gradne ator por completo...
Que história bacana essa do romance entre os dois... surgindo em ocasiões mais improprias possiveis...isso é amor, surge nos lugares mais estranhos ou qdo ningueme spera...
beijos!!!