Seguidores

terça-feira, 5 de outubro de 2010

A paisagem que domina o horizonte


A paisagem que domina o horizonte
É do tempo que passa
É o do tudo que acontece
Com as lembranças do dia que passou
E do amanhã que está por vir
O amanhã
O vertiginoso amanhã
Com o seu véu sedutor
Com o mistério do seu taconeo
Devorando a aurora
No seu fogo matinal
O imprevisível
Visível
Inimaginável
Simplesmente
O acontecer

3 comentários:

Marcio Nicolau disse...

devorando aur(H)ORAs, na cinza das das horas.

Uma beleza o poema.

Roderick Verden disse...

Muito bonito!
Parabéns!

danistill disse...

Eu gostei muito desse filme. Uns dos melhores do Marlon Brando. Tem um cena dele na cadeira de rodas tentando entrar em casa. Nossa....a expressão do rosto do Brando é inesquecível. Uns dos melhores atores do século XX.