Seguidores

terça-feira, 15 de julho de 2008

O triste dia e o funeral realizado na Austrália.

Foi de cortar coração e de também não acreditar que um corpo de um homem alto, despido, lindo e loiro, morto em circunstâncias misteriosas estivesse envolvido naquele saco preto. Era mesmo aquele ator australiano que fez o papel do cowboy gay de “O segredo de Brokeback Mountain”? Um jovem de 29 anos ainda incompletos, cujo aniversário de nascimento estaria tão próximo (4 de abril de 2008). Mas foi a triste notícia daquele dia e de todos os telejornais, de todas as revistas e jornais mundo afora. Muitos fãs inconsoláveis, a família nem se fala. Um grande talento do cinema que foi sentido por todos que contracenaram com ele, e que também tiveram o prazer de dirigi-lo. Esta é a parte do triste dia. As linhas que tratam do funeral não são minhas, mas foram publicadas na INTERNET pela Agência EFE. E deixarei aqui (com algumas mínimas modificações).No dia 22 de janeiro de 2008 ele sai de casa, agora em uma maca fria e sem nenhum sinal vital.

A notícia que ninguém queria ler

“A família de Heath Ledger realizou no sábado 9 de fevereiro na cidade australiana de Perth (sudoeste) um funeral privado do ator, que foi encontrado morto no mês passado, nos Estados Unidos. Várias personalidades compareceram ao funeral de Ledger, entre elas sua ex-mulher Michelle Williams e os também atores Joel Edgerton, Ben Cousins, Cate Blanchett e a modelo Gemma Ward.
Michelle Williams, de 27 anos, apareceu sem Matilda, a filha de dois anos que teve com Ledger, mas acompanhada por Kate, irmã do ator.
Cerca de 600 pessoas foram à igreja onde o corpo de Ledger foi velado, além de dezenas de jornalistas que queriam registrar o último adeus ao jovem australiano.
Segundo pessoas que estavam nas proximidades da igreja, foi possível escutar a música "The Times They Are a-Changin'", de Bob Dylan, e havia um cartaz que dizia: "Esta sala transborda do amor que todos sentimos por um grande amigo de quem todos sentiremos saudades".
Durante a cerimônia, que durou pouco mais de uma hora, os pais e a irmã de Ledger, entre outros, falaram sobre sua juventude e conquistas.

Michelle Williams no dia do funeral


Kim Ledger, pai de Heath fala à imprensa.

O corpo de Heath Ledger foi cremado no mesmo dia no cemitério Fremantle de Perth, sua cidade natal. Suas cinzas ficarão no mausoléu da família, junto ao túmulo de seus avôs. Kim Ledger, pai do ator, tinha pedido aos jornalistas antes do início do funeral que respeitassem a privacidade da família. "Sei que muitos de vocês viajaram de diferentes partes do mundo para a cerimônia, mas lhes peço que respeitem nossa intimidade. Este será um funeral muito privado, com apenas dez pessoas, a família mais próxima e ninguém mais", pediu Kim Ledger aos jornalistas, segundo a agência de notícias australiana. "É um momento muito triste, e estamos encontrando dificuldade para atravessá-lo. Dito isto, realmente apreciamos o apoio emocional de todo mundo (...) Obrigado a todos, isto é tudo que tenho a dizer", declarou Kim Ledger.Heath Ledger foi encontrado morto no dia 22 de janeiro em seu apartamento no bairro nova-iorquino de Manhattan, aos 28 anos, vítima de uma overdose acidental de remédios. O ator ficou mundialmente conhecido por seu papel em "O Segredo de Brokeback Mountain", filme no qual vive um "cowboy" envolvido em uma trágica história de amor com outro vaqueiro, interpretado por Jake Gyllenhaal, nas montanhas de Wyoming.Em 2006, ele concorreu ao seu primeiro Oscar na categoria de melhor ator por "O Segredo de Brokeback Mountain". Seu último trabalho foi o papel de Coringa em "Batman: The Dark Knight", do diretor britânico Christopher Nolan”.


2 comentários:

Rodrigo Fernandes disse...

uma triste noticia...
lembro de que fiquei mal quando vi essa noticia.. nunca tinha acontecido isso comigo com nenhum outro falecimento de celebridades...
a sensação é mesmo de que acabou alí a vida de tantos personagens interessantes que poderiam surgir em filmes posteriores, além é claro da tristeza da filhinha dele que teria uma vaga lembraça do pai... que bom que a Michelle teve essa atitude de iniciar um projeto de especie de documentario como vc divulgou aqui... isso é otimo, pois vai imortalizar um cara que deveria ser imortal devido ao seu talento imenso e por ser uma pessoa 'do bem'....
beijos, Heri!!

Mateus disse...

Nossa, nesse dia eu fiquei bem triste, minha mãe tava no PC e falou "Morreu o carinha no Brockback Mountain" daí não sei porque a princípio achei que fosse o Jake, mas daí quando fui ver a notícia: Heath ... "/

Abraço
Mateus