Seguidores

quarta-feira, 11 de junho de 2008

Festival pegação

Beijar na chuva, voltar para casa encharcados, subir a escadaria com a calça caída até os pés, ainda levando uma mulher nos braços (e não levar um único tombo), jogá-la na cama e “fazer a festa”. Assim foi com o animadinho casal de “Diário de uma paixão”(2004) tirando o atraso.


Seduzir é tudo, até dançar sensualmente. Que o diga o famoso casal Brad Pitt e Angelina Jolie em “Sr. e Sra Smith” (2005).


Juntinho, agarradinho. Cena gay do filme noir de Marcelo Piñeyro “Plata Quemada” (2000) com o espanhol Eduardo Noriega e o argentino Leonardo Sbaraglia.


Em uma cama de motel um casal dá o melhor de si (e como se dão!) e a ainda sobra tempo para discutir a relação (ô troço chato). Coisas de “En la cama” (2005) filme chileno. Estrelando Blanca Lewin e Gonzalo Valenzuela.

Troféu Perigosas na área

Se deixar pegar por uma “corrente de ar” vinda do subterrâneo e expor toda sua formosura. Na cena do filme “O Pecado Mora ao Lado” (1955) que imortalizou Marilyn Monroe.




Se sentar de frente para “a vítima” sem calcinha e ainda dar aquela cruzada de perna. Foi assim com Sharon Stone em “Instinto selvagem”(1992).




Desfilar pela casa só vestindo um aventalzinho. Tática de Jane March para atrair o psiquiatra vivido por Bruce Willis em “A cor da noite” (1994)



Agora o troféu DON JUAN (melhor tática masculina de "chegar junto e demarcar território").




Ficar lá de longe observando a “incauta”. E depois chegar como quem não quer nada... Foi assim com Gael García Bernal em El Pasado (2007).






Dar uma de “maior abandonado” e ainda dizer “eu te ajudo a tirar a roupa”. Em cena Liberto Rabal no interessantíssimo Carne Trêmula (1997) de Pedro Almodóvar.


Ensinar passos de rumba, salsa e todo o molejo caribenho para a gringa. Depois tirar uma casquinha no esfrega-esfrega e... Bem depois, todo mundo sabe como termina. Estratégia de Diego Luna em Dirty Dancing 2 – Noites de Havana (2004).



“Pronto para atacar a qualquer momento”. A tática do prostituto vivido por Dermot Mulroney em Muito Bem acompanhada (2005). Vale também tirar a cueca diante da encalhada em questão, deixar ela toda nervosinha e ainda sair andando nu pelo quarto como quem não fez nada.



"Aquele olhar 43". A arma de sedução de Heath Ledger em Casanova (2005).

2 comentários:

Ricardo Steil disse...

Películas "muy calientes" e de bom gosto, menina. Adorei os comentários sobre cada filme. De todos, o meu preferido é Sr. e Sra. Smith, principalmente o final, onde Brad Pitt pergunta ao terapeuta: "E aí, não vai perguntar como anda o sexo?". E o terapeuta: "Oh. sim". E ele: "Oh está ótimo", terminando com uma troca de olhares com a Jolie. Um final de primeira,inexperado, tal como em Ladrão de Casaca com Grace Kelly e Cary Grant.

Lucas Santtos disse...

Eai, ae vlw pelo elogio la no meu bloG! o teu tb é muito bom! parabens. excelente trabalho OK!

Voltah lah!
AtéhH!